دير المدينة

( Deir Almedina )

Deir Almedina (em árabe: دير المدينة; romaniz.:Deir el-Medina) é uma vila do Antigo Egito que serviu de residência de artesãos que trabalharam em tumbas do Vale dos Reis entre a XVIII e XX dinastias do Reino Novo (1550–1069 a.C.). Seu nome antigo era Sete Maate ("O Lugar da Verdade") e os trabalhadores que viveram lá se chamavam Servos do Lugar da Verdade. Na época cristã, o Templo de Hator foi convertido em igreja, da qual o nome árabe Deir Almedina ("Mosteiro da cidade") derivou.

Na época em que a imprensa mundial estava se concentrando na descoberta de Howard Carter do Túmulo de Tutancâmon em 1922, uma equipe liderada por Bernard Bruyère começou a escavar o local. Este trabalho resultou em um dos relatos mais bem documentados da vida comunitária no mundo antigo, que abrange quase quatrocentos anos. Não há um local comparável em que a organização, as interações sociais, as co...Ler mais

Deir Almedina (em árabe: دير المدينة; romaniz.:Deir el-Medina) é uma vila do Antigo Egito que serviu de residência de artesãos que trabalharam em tumbas do Vale dos Reis entre a XVIII e XX dinastias do Reino Novo (1550–1069 a.C.). Seu nome antigo era Sete Maate ("O Lugar da Verdade") e os trabalhadores que viveram lá se chamavam Servos do Lugar da Verdade. Na época cristã, o Templo de Hator foi convertido em igreja, da qual o nome árabe Deir Almedina ("Mosteiro da cidade") derivou.

Na época em que a imprensa mundial estava se concentrando na descoberta de Howard Carter do Túmulo de Tutancâmon em 1922, uma equipe liderada por Bernard Bruyère começou a escavar o local. Este trabalho resultou em um dos relatos mais bem documentados da vida comunitária no mundo antigo, que abrange quase quatrocentos anos. Não há um local comparável em que a organização, as interações sociais, as condições de vida e trabalho de uma comunidade possam ser estudadas com tanto detalhe.

O site está situado na margem oeste do Nilo, do outro lado do rio da moderna Luxor. A aldeia está disposta em um pequeno anfiteatro natural, a curta distância do Vale dos Reis ao norte, templos funerários a leste e sudeste, com o Vale das Rainhas a oeste. A aldeia pode ter sido construída à parte da população em geral, a fim de preservar o sigilo devido a natureza sensível do trabalho realizado nas tumbas.

Fotografias por:
Roland Unger - CC BY-SA 3.0
Statistics: Position
8354
Statistics: Rank
4084

Adicionar novo comentário

CAPTCHA
Segurança
718964352Clique/toque nesta sequência: 6178
Esta questão é para testar se você é um visitante humano ou não a fim de prevenir submissões automáticas de spam.

Google street view

Onde você pode dormir perto Deir Almedina ?

Booking.com
573.927 visitas no total, 9.238 Pontos de interesse, 405 Destinos, 465 visitas hoje.